quinta, 19 julho 2018
 
BI - Transição

Voltar

Finalidade
Esta fase tem o objetivo de assegurar que o software esteja disponível para seus usuários finais. Nesse momento é importante obter feedback do usuário para que seja realizado um ajuste fino no produto, sendo que o foco deste ajuste está nos problemas de usabilidade. Note que todos os problemas estruturais mais graves devem ter sido trabalhados anteriormente no ciclo de vida do projeto. É importante também nesta fase que o treinamento aos usuários seja planejado e executado. Como produto teremos a geração dos seguintes artefatos: Versão em ambiente de homologação, Manual de usuário e/ou help on line, Plano de Contingência revisado, Material de Treinamento, Versão em ambiente de produção.
planejamento da fase transição reunião de apresentação do projeto planejar execução verificar ambiente local de projeto refinar planejamento etapa - preparação da homologação criar base de homologação disponibilizar versão etapa - avaliação interna executar teste de validação executar teste de sistema etapa - monitoramento de requisitos tratar mudança etapa - documentação elaborar material de apoio ao usuário Etapa - Avaliação Externa Executar Teste de Aceitação Obter Aprovação Etapa - Implantação Verificar Ambiente Criar Base de Produção Revisar Plano de Contingência Disponibilizar Versão Iniciar Gestão Documental Etapa - Treinamento Elaborar Treinamento Verificar Base de Homologação Executar Treinamento

 

Etapa: Planejamento da Fase de Transição
Descrição: Esta etapa consiste no planejamento (determinando atividades) da fase de Transição do subprojeto em questão (iteração).
Nesta etapa orienta-se também a realização de uma Reunião de Apresentação do Projeto para as pessoas que estão integrando a equipe de projeto, bem como, verificar ambiente local de desenvolvimento das mesmas.
  topo

 

Atividade: Reunião de Apresentação de Projeto
Responsável: Líder de Fase.
Descrição: Convocar os colaboradores do projeto, que ainda não integram a equipe de trabalho, para uma reunião onde serão fornecidas as informações disponíveis até o momento sobre o projeto.
Entradas:
  • Projeto Preliminar;
  • Plano de Contingência.
Saídas: Ata da Reunião de Apresentação do Projeto.
Ferramentas:
  • Expresso (Agendamento de Compromissos);
  • Editor de texto;
  • Ferramenta de Versionamento de Arquivos.
Modelos: Modelo de Ata de Reunião.
Tarefas:
  • Convocar a equipe do projeto;
  • Apresentar à equipe os compromissos assumidos com o cliente;
  • Garantir que a ata da reunião seja confeccionada e devidamente armazenada.
Guias: Não aplicável.
  topo

 

Atividade: Planejar Execução
Responsável: Líder de Fase.
Descrição: Planejar a execução da fase de Transição determinando atividades, responsabilidades e definindo prazos.
Entradas: Cronograma Geral da Fase de Transição.
Saídas: Cronograma Detalhado da Fase de Transição.
Ferramentas: Software Almirante.
Modelos: Não aplicável.
Tarefas:
  • Elaborar cronograma da Fase;
  • Planejar, caso necessário, treinamentos em tecnologias e processos;
  • Planejar reuniões de acompanhamento.
Guias: Não aplicável.
  topo

 

Atividade: Verificar Ambiente Local de Projeto
Responsável: Líder de Fase.
Descrição: Deve solicitar que sua equipe verifique se suas estações de trabalho possuem o ambiente necessário, conforme padrão estabelecido na CELEPAR, para iniciar as atividades do projeto.
Também está incluída nesta atividade a liberação de direito de acesso no repositório do projeto no sistema de controle de versão, ferramenta indispensável para o desenvolvimento do projeto. Nesta atividade deve ser planejado e negociado com a GTI a solução de backup.
Entradas: Não aplicável.
Saídas:
  • Ambiente Desktop verificado;
  • Direito de acesso ao Repositório do projeto criado.
Ferramentas: Expresso - Solicitação de Serviço (OS) ao setor responsável.
Modelos: Não aplicável.
Tarefas:
  • Solicitar verificação do ambiente das estações de trabalho;
  • Solicitar liberação de acesso ao repositório do projeto no sistema de controle de versão.
Guias:
  topo

 

Atividade: Refinar Planejamento
Responsável: Líder de Fase.
Descrição: Acompanhar a execução da fase de Transição e avaliar possíveis mudanças durante o processo.
No contexto do software Almirante as mudanças se manifestam através de Ocorrências e solicitações de replanejamento durante o processo de execução de tarefa.
Uma ocorrência, nesta fase, pode ser tratada através de replanejamentos que resultam em alterações no cronograma.
Entradas: Dados fornecidos pelo Software Almirante.
Saídas: Ocorrências avaliadas e cronograma da fase refinado.
Ferramentas: Software Almirante.
Modelos: Não aplicável.
Tarefas:
  • Acompanhar execução da fase;
  • Avaliar ocorrências;
  • Replanejar cronograma.
Guias: Não aplicável.
  topo

 

Etapa: Monitoramento de Requisitos
Descrição: Esta etapa visa o monitoramento de requisitos a fim de identificar possíveis mudanças e impactos.
  topo

 

Atividade: Tratar Mudança
Responsável: Analista de Requisitos
Descrição: Identificar e registrar mudanças de requisitos .
A identificação da mudança de requisitos inicia-se com uma percepção de uma alteração de mercado, de legislação (imposição), de alterações de fundos para o projeto (recursos financeiros ou de pessoal tanto interno da CELEPAR como do cliente), de disponibilização ou mudança de tecnologia, de algum outro ato ou necessidade percebida.
Entradas: Evento causador da mudança.
Saídas: Alteração dos requisitos no Software Almirante.
Ferramentas: Software Almirante.
Modelos: Não aplicável.
Tarefas:
  • Identificar mudanças de requisitos;
  • Avaliar Impactos e informar o líder de projeto e, este por sua vez, deverá avisar os respectivos líderes de fase para programarem as tarefas necessárias.
  • Documentar mudanças de requisitos;
  • Aprovar Mudanças de Requisitos e Replanejamento do Projeto.
Guias: Guia de Gerenciamento de Requisitos.
  topo

 

Etapa: Preparação da Homologação
Descrição: Esta etapa consiste na preparação do ambiente de homologação para avaliação interna e externa do software construído.
  topo

 

Atividade: Criar Base Homologação
Responsável: Analista de Sistemas.
Descrição: Preparar a base de dados de homologação que será utilizada para avaliações e treinamentos.
Entradas:
  • Modelo de Dados;
  • Scripts de migração;
  • Scripts de carga de dados e/ou dump de um banco de dados matriz criado para esta finalidade.
Saídas: Base de Homologação atualizada.
Ferramentas: Expresso - Solicitação de Serviço (OS) ao setor responsável.
Modelos: Não aplicável.
Tarefas:
  • Localizar ou elaborar scripts de migração;
  • Localizar ou elaborar scripts de carga de dados e/ou dump de banco de dados matriz;
  • Solicitar atualização.
Guias: Não aplicável.
  topo

 

Atividade: Disponibilizar Versão
Responsável: Líder de Fase.
Descrição: O Líder de Fase deve verificar qual a última Tag aplicada ao projeto que determinou a do código-fonte gerado, ou seja, a última tag após a execução dos testes da fase de construção.
Entradas:
  • Tag aplicada ao código;
  • Fonte testado em ambiente desenvolvimento.
Saídas: Ambiente de Homologação Atualizado.
Ferramentas:
  • Ferramenta de Controle de Versão de Arquivos;
  • Expresso - Solicitação de Serviço (OS) ao setor responsável.
Modelos: Não aplicável.
Tarefas:
  • Aplicar Tag;
  • Solicitar atualização do servidor de Desenvolvimento ao setor responsável.
Guias: Padrão de Versionamento de Aplicações e Organização Física de Arquivos
  topo

 

Etapa: Avaliação Interna
Descrição: Esta etapa consiste nos testes finais, de validação e de sistema, antes da entrega da aplicação.
  topo

 

Atividade: Executar Testes de Validação
Responsável: Analista de Sistemas
Descrição: Executar os Casos de Teste no ambiente de homologação e registrar as ocorrências que encontrar na ferramenta Almirante. O enfoque desta atividade está nos requisitos funcionais.
Observação: É importante salientar que neste momento o responsável está desempenhando o papel de Testador, conforme o Guia do Processo de Teste.
Entradas: Casos de Teste Software implementado acessado através do ambiente de Homologação.
Saídas: Caso sejam encontradas incoerências ou inconsistências, registro de ocorrências via Software Almirante.
Ferramentas: Software Almirante.
Modelos: Não aplicável.
Tarefas:
  • Executar Casos de Teste;
  • Registrar as ocorrências encontradas no Almirante.
Guias:
  topo

 

Atividade: Executar Testes de Sistema
Responsável: Papel
Descrição: Com o produto estável, ambiente de homologação, o responsável deve realizar testes para verificar desempenho, segurança, tolerância a falhas e comportamento da aplicação frente a situações anormais.
Observação: É importante salientar que neste momento o responsável está desempenhando o papel de Administrador de Sistemas, conforme o Guia do Processo de Teste.
Entradas:
  • Plano de Testes;
  • Casos de Testes;
  • Software implementado acessado através do ambiente de Homologação.
Saídas: Caso sejam encontradas incoerências ou inconsistências, registro de ocorrências via Software Almirante.
Ferramentas: Software Almirante.
Modelos: Não aplicável.
Tarefas:
  • Solicitar ao setor responsável a execução dos teste de Sistema;
  • Acompanhar testes, registar ocorrência;
  • Executar Teste de Sistema.
Guias:
  topo

 

Etapa: Documentação
Descrição: Esta etapa consiste na elaboração do material para apoiar o uso do software.
  topo

 

Atividade: Elaborar Material Usuário
Responsável: Analista de Requisitos.
Descrição: Elaborar material de apoio ao usuário.
Entradas:
  • Software implementado acessado através do ambiente de Homologação.
Saídas:
  • Manual do Usuário;
  • Help on line.
Ferramentas:
Modelos: Modelo para Manual do Usuário.
Tarefas:
  • Elaborar Manual do Usuário;
  • Integrar Help on-line criado.
Guias: Não aplicável.
  topo

 

Etapa: Avaliação Externa
Descrição: Esta etapa consiste nos testes finais, de validação e de sistema, antes da entrega da aplicação.
  topo

 

Atividade: Realizar Testes de Aceitação
Responsável: Cliente.
Descrição: Executar os Casos de Teste e registrar as ocorrências que encontrar na ferramenta Almirante.
O enfoque desta atividade está nos requisitos funcionais aprovados para esta iteração.
Observação: O Cliente executará o teste mas quem registrará as ocorrência no Software Almirante será o Analista de Sistema que estiver acompanhando este trabalho.
Entradas:
  • Casos de Teste;
  • Software implementado acessado através do ambiente de Homologação;
  • Manual do Usuário.
Saídas: Caso sejam encontradas incoerências ou inconsistências, registro de ocorrências via Almirante.
Ferramentas: Software Almirante.
Modelos: Não aplicável.
Tarefas:
  • Executar Casos de Teste;
  • Registrar as ocorrências encontradas no Software Almirante.
Guias:
  topo

 

Atividade: Obter Aprovação
Responsável: Líder de Projetos.
Descrição: Realizar reunião com o cliente para formalizar a aprovação da aplicação.
Após a aprovação do Cliente, o Líder de Projetos deve entregar os manuais da aplicação.
Entradas: Não aplicável.
Saídas: Termo de Aceite assinado.
Ferramentas:
  • Correio Eletrônico;
  • Editor de Texto.
Modelos: Termo de Aceite da Aplicação.
Tarefas:
  • Agendar reunião;
  • Entregar os manuais da aplicação.
Guias: Não aplicável.
  topo

 

Etapa: Implantação
Descrição: Esta etapa consiste em verificar o planejamento da implantação já visto nas fases anteriores (Contratação e Projeto) e disponibilizar o software em ambiente de produção.
  topo

 

Atividade: Verificar Ambientes
Responsável: Líder de Fase.
Descrição: Confirmar se o ambiente de produção está disponível. Caso não esteja solicitar sua criação.
Também é importante entrar em contato o setor responsável (GTI), na Diretoria de Tecnologia de Informação, e agendar reunião técnica para maiores esclarecimentos.
Esta atividade já foi iniciada na fase de contratação e complementada na fase de projeto, conforme indicado pelo processo de desenvolvimento, entretanto, é necessário revisá-la na fase de transição onde implicações e necessidades técnicas estarão mais elucidadas.
Esta revisão consiste na revisão do preenchimento do OpenGOP (Gestão Operacional de Data Center).
Entradas: Projeto Preliminar.
Saídas:
  • Ambiente de Produção verificado;
  • Solicitação de criação de ambiente, caso necessário;
  • Reunião Técnica para esclarecimentos;
  • Ata de reunião.
Ferramentas:
  • OpenGOP (Gestão Operacional de Data Center);
  • Expresso - Solicitação de Serviço (OS) ao setor responsável;
  • Correio Eletrônico;
  • Editor de Texto.
Modelos: Modelo de Ata de Reunião.
Tarefas:
  • Verificar ambiente servidor de produção;
  • Atualizar o sistema no software Gestão Operacional de Data Center (OpenGOP);
  • Solicitar criação do ambiente de produção, se necessário, através de Solicitação de Serviço (OS);
  • Agendar reunião técnica com o setor responsável, na Diretoria de Tecnologia de Informação, para esclarecimentos sobre os ambientes necessários;
  • Gerar ata da reunião.
Guias: Não aplicável.
  topo

 

Atividade: Criar Base de Produção
Responsável: Analista de Sistemas.
Descrição: Preparar a base de dados de produção para a disponibilização da versão.
Entradas:
  • Modelo de Dados;
  • Scripts de migração,
  • Scripts de carga de dados e/ou dump de um banco de dados matriz, criado para esta finalidade.
Saídas: Base de Produção atualizada.
Ferramentas: Expresso - Solicitação de Serviço (OS) ao setor responsável.
Modelos: Não aplicável.
Tarefas:
  • Localizar ou elaborar scripts de migração;
  • Localizar ou elaborar scripts de carga de dados e/ou dump de banco de dados matriz;
  • Solicitar atualização.
Guias: Não aplicável.
  topo

 

Atividade: Revisar Plano Contingência
Responsável: Analista de Sistemas.
Descrição: Revisar o plano de contingência, criado na fase de projeto.
Este plano tem por finalidade descrever as medidas que devem ser tomadas para assegurar a continuidade dos seus processos de negócio essenciais, no caso de falha do sistema automatizado.
Entradas: Não aplicável.
Saídas: Plano(s) de Contingência(s).
Ferramentas: Editor de Texto.
Modelos: Modelo de Plano de Contingência.
Tarefas: Revisar o plano de contingência contemplando as seguintes atividades:
  • Identificar os processos de negócio importantes para organização e os serviços do sistema que automatizam estes processos;
  • Avaliar os impactos em caso de falhas e identificar como e quem deve resolver as mesmas.
Guias: Guia para a Elaboração do Plano de Contingência.
  topo