quinta, 19 julho 2018
 
Transição

Voltar

Finalidade
Esta fase tem o objetivo de assegurar que o software esteja disponível para seus usuários finais. Nesse momento é importante obter feedback do usuário para que seja realizado um ajuste fino no produto, sendo que o foco deste ajuste está nos problemas de usabilidade. Note que todos os problemas estruturais mais graves devem ter sido trabalhados anteriormente no ciclo de vida do projeto. É importante também nesta fase que o treinamento aos usuários seja planejado e executado. Como produto teremos a geração dos seguintes artefatos: Versão em ambiente de homologação, Manual de usuário e/ou help on line, Plano de Contingência revisado, Solicitação de Registro de Programas INPI, Material de Treinamento, Versão em ambiente de produção.

 

Etapa:Planejamento da Fase de Transição
Descrição:Esta etapa consiste no planejamento (determinando atividades) da fase de Transição do subprojeto em questão (iteração).
Nesta etapa orienta-se também a realização de uma Reunião de Apresentação do Projeto para as pessoas que estão integrando a equipe de projeto, bem como, verificar ambiente local de desenvolvimento das mesmas.
 topo

 

Atividade:Reunião de Apresentação de Projeto
Responsável:Líder de Fase.
Descrição:Convocar os colaboradores do projeto, que ainda não integram a equipe de trabalho, para uma reunião onde serão fornecidas as informações disponíveis até o momento sobre o projeto.
Entradas:
  • Projeto Preliminar;
  • Especificação de Caso de Uso;
  • Modelo de Casos de Uso;
  • Diagramas de Seqüência por caso de uso;
  • Plano de Teste;
  • Casos de Teste;
  • Plano de Contingência.
Saídas:Ata da Reunião de Apresentação do Projeto.
Ferramentas:
  • Expresso (Agendamento de Compromissos);
  • Editor de texto;
  • Ferramenta de Versionamento de Arquivos.
Modelos:Modelo de Ata de Reunião.
Tarefas:
  • Convocar a equipe do projeto;
  • Apresentar à equipe os compromissos assumidos com o cliente;
  • Garantir que a ata da reunião seja confeccionada e devidamente armazenada.
Guias:Não aplicável.
 topo

 

Atividade:Planejar Execução
Responsável:Líder de Fase.
Descrição:Planejar a execução da fase de Transição determinando atividades, responsabilidades e definindo prazos.
Entradas:Cronograma Geral da Fase de Transição.
Saídas:Cronograma Detalhado da Fase de Transição.
Ferramentas:Software Almirante.
Modelos:Não aplicável.
Tarefas:
  • Elaborar cronograma da Fase;
  • Planejar, caso necessário, treinamentos em tecnologias e processos;
  • Planejar reuniões de acompanhamento.
Guias:Não aplicável.
 topo

 

Atividade:Verificar Ambiente Local de Projeto
Responsável:Líder de Fase.
Descrição:Deve solicitar que sua equipe verifique se suas estações de trabalho possuem o ambiente necessário, conforme padrão estabelecido na CELEPAR, para iniciar as atividades do projeto.
Também está incluída nesta atividade a liberação de direito de acesso no repositório do projeto no sistema de controle de versão, ferramenta indispensável para o desenvolvimento do projeto.
Entradas:Não aplicável.
Saídas:
  • Ambiente Desktop verificado;
  • Direito de acesso ao Repositório do projeto criado.
Ferramentas:Expresso - Solicitação de Serviço (OS) ao setor responsável.
Modelos:Não aplicável.
Tarefas:
  • Solicitar verificação do ambiente das estações de trabalho;
  • Solicitar liberação de acesso ao repositório do projeto no sistema de controle de versão.
Guias:
 topo

 

Atividade:Refinar Planejamento
Responsável:Líder de Fase.
Descrição:Acompanhar a execução da fase de Transição e avaliar possíveis mudanças durante o processo.
No contexto do software Almirante as mudanças se manifestam através de Ocorrências e solicitações de replanejamento durante o processo de execução de tarefa.
Uma ocorrência, nesta fase, pode ser tratada através de replanejamentos que resultam em alterações no cronograma.
Entradas:Dados fornecidos pelo Software Almirante.
Saídas:Ocorrências avaliadas e cronograma da fase refinado.
Ferramentas:Software Almirante.
Modelos:Não aplicável.
Tarefas:
  • Acompanhar execução da fase;
  • Avaliar ocorrências;
  • Replanejar cronograma.
Guias:Não aplicável.
 topo

 

Etapa:Monitoramento de Requisitos
Descrição:Esta etapa visa o monitoramento de requisitos a fim de identificar possíveis mudanças e impactos.
 topo

 

Atividade:Tratar Mudança
Responsável:Analista de Requisitos
Descrição:Identificar e registrar mudanças de requisitos .
A identificação da mudança de requisitos inicia-se com uma percepção de uma alteração de mercado, de legislação (imposição), de alterações de fundos para o projeto (recursos financeiros ou de pessoal tanto interno da CELEPAR como do cliente), de disponibilização ou mudança de tecnologia, de algum outro ato ou necessidade percebida.
Entradas:Evento causador da mudança.
Saídas:Alteração dos requisitos no Software Almirante.
Ferramentas:Software Almirante.
Modelos:Não aplicável.
Tarefas:
  • Identificar mudanças de requisitos;
  • Avaliar Impactos e informar o líder de projeto e, este por sua vez, deverá avisar os respectivos líderes de fase para programarem as tarefas necessárias.
  • Documentar mudanças de requisitos;
  • Aprovar Mudanças de Requisitos e Replanejamento do Projeto.
Guias:Guia de Gerenciamento de Requisitos.
 topo

 

Etapa:Preparação da Homologação
Descrição:Esta etapa consiste na preparação do ambiente de homologação para avaliação interna e externa do software construído.
 topo

 

Atividade:Criar Base Homologação
Responsável:Analista de Sistemas.
Descrição:Preparar a base de dados de homologação que será utilizada para avaliações e treinamentos.
Entradas:
  • Modelo de Dados;
  • Scripts de migração;
  • Scripts de carga de dados e/ou dump de um banco de dados matriz criado para esta finalidade.
Saídas:Base de Homologação atualizada.
Ferramentas:Expresso - Solicitação de Serviço (OS) ao setor responsável.
Modelos:Não aplicável.
Tarefas:
  • Localizar ou elaborar scripts de migração;
  • Localizar ou elaborar scripts de carga de dados e/ou dump de banco de dados matriz;
  • Solicitar atualização.
Guias:Não aplicável.
 topo

 

Atividade:Disponibilizar Versão
Responsável:Líder de Fase.
Descrição:O Líder de Fase deve verificar qual a última Tag aplicada ao projeto que determinou a do código-fonte gerado, ou seja, a última tag após a execução dos testes da fase de construção.
Entradas:
  • Tag aplicada ao código;
  • Fonte testado em ambiente desenvolvimento.
Saídas:Ambiente de Homologação Atualizado.
Ferramentas:
  • Ferramenta de Controle de Versão de Arquivos;
  • Expresso - Solicitação de Serviço (OS) ao setor responsável.
Modelos:Não aplicável.
Tarefas:
  • Aplicar Tag;
  • Solicitar atualização do servidor de Desenvolvimento ao setor responsável.
Guias:Padrão de Versionamento de Aplicações e Organização Física de Arquivos
 topo

 

Etapa:Avaliação Interna
Descrição:Esta etapa consiste nos testes finais, de validação e de sistema, antes da entrega da aplicação.
 topo

 

Atividade:Executar Testes Validação
Responsável:Analista de Sistemas
Descrição:Executar os Casos de Teste no ambiente de homologação e registrar as ocorrências que encontrar na ferramenta Almirante. O enfoque desta atividade está nos requisitos funcionais.
Observação: É importante salientar que neste momento o responsável está desempenhando o papel de Testador, conforme o Guia do Processo de Teste.
Entradas:Casos de Teste Software implementado acessado através do ambiente de Homologação.
Saídas:Caso sejam encontradas incoerências ou inconsistências, registro de ocorrências via Software Almirante.
Ferramentas:Software Almirante.
Modelos:Não aplicável.
Tarefas:
  • Executar Casos de Teste;
  • Registrar as ocorrências encontradas no Almirante.
Guias:
 topo

 

Atividade:Executar Testes Sistema
Responsável:Papel
Descrição:Com o produto estável, ambiente de homologação, o responsável deve realizar testes para verificar desempenho, segurança, tolerância a falhas e comportamento da aplicação frente a situações anormais.
Observação: É importante salientar que neste momento o responsável está desempenhando o papel de Administrador de Sistemas, conforme o Guia do Processo de Teste.
Entradas:
  • Plano de Testes;
  • Casos de Testes;
  • Software implementado acessado através do ambiente de Homologação.
Saídas:Caso sejam encontradas incoerências ou inconsistências, registro de ocorrências via Software Almirante.
Ferramentas:Software Almirante.
Modelos:Não aplicável.
Tarefas:
  • Solicitar ao setor responsável a execução dos teste de Sistema;
  • Acompanhar testes, registar ocorrência;
  • Executar Teste de Sistema.
Guias:
 topo

 

Etapa:Documentação
Descrição:Esta etapa consiste na elaboração do material para apoiar o uso do software.
 topo

 

Atividade:Elaborar Material Usuário
Responsável:Analista de Requisitos.
Descrição:Elaborar material de apoio ao usuário.
Entradas:
  • Especificação de Casos de uso;
  • Diagrama de Seqüência por cenário de Caso de Uso;
  • Software implementado acessado através do ambiente de Homologação.
Saídas:
  • Manual do Usuário;
  • Help on line.
Ferramentas:
Modelos:Modelo para Manual do Usuário.
Tarefas:
  • Elaborar Manual do Usuário;
  • Integrar Help on-line criado.
Guias:Não aplicável.
 topo

 

Etapa:Avaliação Externa
Descrição:Esta etapa consiste nos testes finais, de validação e de sistema, antes da entrega da aplicação.
 topo

 

Atividade:Realizar Testes Aceitação
Responsável:Cliente.
Descrição:Executar os Casos de Teste e registrar as ocorrências que encontrar na ferramenta Almirante.
O enfoque desta atividade está nos requisitos funcionais aprovados para esta iteração.
Observação: O Cliente executará o teste mas quem registrará as ocorrência no Software Almirante será o Analista de Sistema que estiver acompanhando este trabalho.
Entradas:
  • Casos de Teste;
  • Software implementado acessado através do ambiente de Homologação;
  • Manual do Usuário.
Saídas:Caso sejam encontradas incoerências ou inconsistências, registro de ocorrências via Almirante.
Ferramentas:Software Almirante.
Modelos:Não aplicável.
Tarefas:
  • Executar Casos de Teste;
  • Registrar as ocorrências encontradas no Software Almirante.
Guias:
 topo

 

Atividade:Obter Aprovação
Responsável:Líder de Projetos.
Descrição:Realizar reunião com o cliente para formalizar a aprovação da aplicação.
Após a aprovação do Cliente, o Líder de Projetos deve entregar os manuais da aplicação.
Entradas:Não aplicável.
Saídas:Termo de Aceite assinado.
Ferramentas:
  • Correio Eletrônico;
  • Editor de Texto.
Modelos:Termo de Aceite da Aplicação.
Tarefas:
  • Agendar reunião;
  • Entregar os manuais da aplicação.
Guias:Não aplicável.
 topo

 

Etapa:Implantação
Descrição:Esta etapa consiste em verificar o planejamento da implantação já visto nas fases anteriores (Contratação e Projeto) e disponibilizar o software em ambiente de produção.
 topo

 

Atividade:Verificar Ambientes
Responsável:Líder de Fase.
Descrição:Confirmar se o ambiente de produção está disponível. Caso não esteja solicitar sua criação.
Também é importante entrar em contato o setor responsável (GTI), na Diretoria de Tecnologia de Informação, e agendar reunião técnica para maiores esclarecimentos.
Esta atividade já foi iniciada na fase de contratação e complementada na fase de projeto, conforme indicado pelo processo de desenvolvimento, entretanto, é necessário revisá-la na fase de transição onde implicações e necessidades técnicas estarão mais elucidadas.
Esta revisão consiste na revisão do preenchimento do OpenGOP (Gestão Operacional de Data Center).
Entradas:Projeto Preliminar.
Saídas:
  • Ambiente de Produção verificado;
  • Solicitação de criação de ambiente, caso necessário;
  • Reunião Técnica para esclarecimentos;
  • Ata de reunião.
Ferramentas:
  • OpenGOP (Gestão Operacional de Data Center);
  • Expresso - Solicitação de Serviço (OS) ao setor responsável;
  • Correio Eletrônico;
  • Editor de Texto.
Modelos:Modelo de Ata de Reunião.
Tarefas:
  • Verificar ambiente servidor de produção;
  • Atualizar o sistema no software Gestão Operacional de Data Center (OpenGOP);
  • Solicitar criação do ambiente de produção, se necessário, através de Solicitação de Serviço (OS);
  • Agendar reunião técnica com o setor responsável, na Diretoria de Tecnologia de Informação, para esclarecimentos sobre os ambientes necessários;
  • Gerar ata da reunião.
Guias:Não aplicável.
 topo

 

Atividade:Criar Base de Produção
Responsável:Analista de Sistemas.
Descrição:Preparar a base de dados de produção para a disponibilização da versão.
Entradas:
  • Modelo de Dados;
  • Scripts de migração,
  • Scripts de carga de dados e/ou dump de um banco de dados matriz, criado para esta finalidade.
Saídas:Base de Produção atualizada.
Ferramentas:Expresso - Solicitação de Serviço (OS) ao setor responsável.
Modelos:Não aplicável.
Tarefas:
  • Localizar ou elaborar scripts de migração;
  • Localizar ou elaborar scripts de carga de dados e/ou dump de banco de dados matriz;
  • Solicitar atualização.
Guias:Não aplicável.
 topo

 

Atividade:Revisar Plano Contingência
Responsável:Analista de Sistemas.
Descrição:Revisar o plano de contingência, criado na fase de projeto.
Este plano tem por finalidade descrever as medidas que devem ser tomandas para assegurar a continuidade dos seus processos de negócio essenciais, no caso de falha do sistema automatizado.
Entradas:
  • Modelo de Casos de Uso;
  • Especificações de Casos de Uso.
Saídas:Plano(s) de Contingência(s).
Ferramentas:Editor de Texto.
Modelos:Modelo de Plano de Contingência.
Tarefas:Revisar o plano de contingência contemplando as seguintes atividades:
  • Identificar os processos de negócio importantes para organização e os serviços do sistema que automatizam estes processos;
  • Avaliar os impactos em caso de falhas e identificar como e quem deve resolver as mesmas.
Guias:Guia para a Elaboração do Plano de Contingência.
 topo

 

Atividade:Solicitar Registro de Programas no INPI
Responsável:Líder de Projeto
Descrição:Solicitar registro ou mesmo a atualização de programas no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) somente se o software já teve o processo de registro de marcas efetuado.
Entradas:Necessidade de registro do programa de software desenvolvido.
Saídas:Solicitação de Registro de Programa de Computador.
Ferramentas:Editor de Texto.
Modelos:Registro de Programa de Computador no Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI
Formulário de solicitação.
Tarefas:As tarefas estão mapeadas no respectivo guia abaixo relacionado.
Guias:Descrição dos Procedimentos Necessários para Registrar Programas de Computador no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).
 topo

 

Atividade:Disponibilizar Versão
Responsável:Líder de Fase
Descrição:O Líder de Fase deve aplicar uma TAG ao projeto para determinar a estabilização do código-fonte gerado. Esta TAG cria um marco no processo de desenvolvimento e é utilizada para carregar o Ambiente de Produção.
É importante também gerar o Documento de Liberação de Versão, o objetivo deste documento é sinalizar aos usuários as funcionalidades adicionadas e/oumodificadas na versão disponibilizada.
Entradas:
  • Código Fonte gerado;
  • Testes gerados até o momento.
Saídas:
  • TAG Aplicada;
  • Ambiente de Produção Atualizado;
  • Documento de Liberação de Versão;
  • Ativação do Monitoramento do Sistema.
Ferramentas:
  • Ferramenta de Controle de Versão de Arquivos;
  • Expresso - Solicitação de Serviço (OS) ao setor responsável;
  • Estaleiro – utilizado pelo setor responsável pela disponibilização;
  • OpenGOP (Gestão Operacional de Data Center);
  • Editor de Texto.
Modelos:Documento deLiberação de Versão.
Tarefas:
  • Aplicar TAG;
  • Gerar Documento de Liberação de Versão;
  • Solicitar atualização do servidor de Produção ao setor responsável;
  • Solicitar ativação do Monitoramento do Sistema ao setor responsável.
Guias:
 topo

 

Atividade:Iniciar Processo de Gestão Documental
Responsável:Líder de Fase
Descrição:Ao final do projeto toda a documentação gerada deve ser disponibilizada para acesso corporativo, para isso a CELEPAR conta com o Software Documentador, que tem como objetivo centralizar, gerir e deixar disponível para consulta todos os documentos do projeto. Após disponibilizar a documentação deve-se preencher no OpenGOP as url's, obtida do sistema Documentador, referentes ao Manual do Usuário e ao Plano de Contingência
Entradas:Toda documentação gerada durante o projeto.
Saídas:Documentação monitorada e mantida.
Ferramentas:
Modelos:Não aplicável.
Tarefas:
  • Publicar documentos;
  • Preencher no OpenGop as url's referentes ao Manual do Usuário e ao Plano de Contingência.
Guias:
 topo

 

Etapa:Treinamento
Descrição:Esta etapa consiste na preparação e execução do treinamento aos usuários do sistema.
 topo

 

Atividade:Elaborar Treinamento
Responsável:Analista de Requisitos.
Descrição:O Analista de Requisitos deve preparar material para o treinamento dos usuários finais.
Entradas:
  • Especificações de Casos de Uso;
  • Software implementado acessado através do ambiente de Homologação;
  • Manual do Usuário.
Saídas:Material de Treinamento.
Ferramentas:Editor de Texto.
Modelos:Não aplicável.
Tarefas:Preparar material de apoio.
Guias:Não aplicável.
 topo

 

Atividade:Verificar Base de Homologação
Responsável:Analista de Requisitos.
Descrição:O responsável deverá limpar e popular a base de dados de homologação a ser utilizada para os treinamentos.
A limpeza se faz necessária porque essa base de dados já foi utilizada para os testes.
Entradas:
  • Modelo de Dados;
  • Scripts de migração;
  • Scripts de carga de dados e/ou dump de um banco de dados matriz criado para esta finalidade.
Saídas:Base de Homologação atualizada.
Ferramentas:Expresso - Solicitação de Serviço (OS) ao setor responsável.
Modelos:Não aplicável.
Tarefas:
  • Localizar scripts de migração;
  • Localizar ou elaborar scripts de carga de dados e/ou dump de banco de dados matriz;
  • Solicitar atualização.
Guias:Não aplicável.
 topo

 

Atividade:Executar Treinamento
Responsável:Analista de Requisitos.
Descrição:Ministrar o Treinamento utilizando o ambiente de homologação.
Entradas:Material de Treinamento.
Saídas:Não aplicável.
Ferramentas:Software implementado.
Modelos:Não aplicável.
Tarefas:Ministrar Treinamento.
Guias:Não aplicável.
 topo